segunda-feira, 13 de junho de 2016

Mais Forte que o Mundo - A História de José Aldo

Direção: Afonso Poyart
País: Brasil
Ano: 2016







José Aldo (José Loreto), filho de família pobre, foge da vida dura de Manaus para tentar a vida no Rio de Janeiro. Morando em uma academia de MMA, sua técnica e perseverança chama atenção de seu treinador Dedé (Milhem Cortaz), que vê nele um grande lutador em potencial. Entre crises e traumas, José Aldo se torna o maior lutador de MMA do mundo em sua categoria.



O diretor de cinema Afonso Poyart chamou atenção inclusive de produtores de Hollywood, a partir de seu filme de estreia “2 Coelhos”; devido a semelhança de direção com o diretor Guy Ritchie (Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes). “Com Mais Forte que o Mundo”, ele segue esta mesma linha, porém com mais amadurecimento.

No primeiro ato do longa, Aldo enfrenta uma vida dura em Manaus, a violência de seu pai alcoólatra (ótimo trabalho do ator Jackson Antunes) em casa, e seu alter ego Fernandinho, papel interpretado belissimamente por Romulo Neto. Caro leitor, perceba que Fernandinho age como um colega de treino de jiu-jitsu, e compete com Aldo a namorada, além de desafiá-lo ao limite. Vale atenção a referencia do combate entre ambos, onde em meio a chuva e slow motion, gotas de sangue se misturam a pingos de chuva, e bochechas vibram a cada soco, como na cena final de Matrix Rovolution.



A partir do segundo ato, José parte para o Rio de Janeiro, onde conhece sua futura esposa Viviane (Cleo Pires), e inicia uma vida digna de um vencedor, mantendo dois trabalhos, treinando e competindo; as oportunidades começam a aparecer e em poucos anos Aldo atinge o auge de sua carreira, que conseguiu manter por notáveis  10 anos, tornando-se o maior lutador de MMA da categoria peso pena.

Mais Forte... é um filme que merece ser assistido, Poyart não foca tanto nos treinos e lutas do protagonista, mas sim em seus traumas, crises e principalmente na disputa com o alter ego de Aldo. Ponto positivo para o longa. Que agrada na trilha sonora recheada de Jorge Ben à Os Mutantes e em ângulos de planos ousados e modernos, como prender uma go pro em uma corda enquanto Jose Aldo pula a mesma.

Estreia dia 16, nos melhores cinemas!!

Gustavo Halfen

Um comentário:

  1. Filmes de lutador nunca saem do estilo. ❤️ Este tema é um clássico do cinema. Recentemente eu li sobre o filme Mãos de Pedra e parece muito interessante e divertido. Eu quero vê-la porque tem bons atores. Além disso, a direção é excelente! ¡Você não ficará desapontado!

    ResponderExcluir